Prefeito assina decreto que suspende qualquer atividade econômica em Teresina

corona

italo 35

A informação foi divulgada pelo prefeito por suas redes sociais. Somente os estabelecimentos com serviços essenciais irão rmanecer abertos. Por G1 PI 21/03/2020 14h26  Atualizado há 33 minutos Prefeito Firmino Filho — Foto: Reprodução/TV Clube O prefeito Firmino Filho (PMDB) assinou um decreto neste sábado (21) que suspende toda e qualquer atividade econômica em Teresina a partir desta segunda-feira (23) para evitar a propagação do novo coronavírus. Até o momento, são quatro casos confirmados de novo coronavírus na capital. O que fazer e para onde ir em caso de aparecimento dos sintomas Governador do Piauí assina decreto de calamidade pública devido ao coronavírus “Nós estamos assinando um decreto que suspense a autorização para toda e qualquer atividade econômica a partir desta segunda-feira (21). Somente algumas exceções, que estarão no decreto, é que poderão funcionar”, afirmou. De acordo com o decreto, fica suspenso o funcionamento de todos os estabelecimentos comerciais de serviços e industriais, bem como as atividades de construção civil. Também fica suspenso o funcionamento dos parques municipais e áreas públicas de recreação, lazer e práticas esportivas; das lanchonetes e estabelecimentos congêneres, excetuado os serviços de delivery. Ainda é permitido o funcionamento dos setores administrativos, desde que seja realizado remoto e individualmente, serviços de transporte público, empresas de call center, mercados, supermercados, hipermercados, mercearias, açougues, peixarias, fruteiras, centros de abastecimento de alimentos, as distribuidoras e centros de distribuição de alimentos. Também podem funcionar serviços relacionados ao comércio e indústria na área da saúde, farmácias e drogarias, indústrias alimentícias, de produtos perecíveis, de alimentação animal, de higiene, limpeza, assepsia e as que atendam os serviços de saúde. Postos de combustíveis poderão abrir no horário de 7h às 19h. A informação foi divulgada pelo prefeito por suas redes sociais. Ele contou que a decisão foi tomada após um diálogo com os órgãos governamentais.Todos os especialistas o informaram que a única solução é o isolamento social. “Consultando nossos técnicos, o Ministério da Saúde, a Secretaria de Saúde do Piauí, FMS, ouvindo os principais cientistas, nós estamos buscando uma saída. Segundo todos eles, a única solução é evitar a propagação do vírus. Se ele não tiver empecilhos, ele se propaga rapidamente e a quantidade de pessoas infectadas será tão grande que o nosso sistema de saúde vai ser nocauteado” , comentou. Na sexta-feira (20), o prefeito assinou um decreto reconhecendo a situação de calamidade pública em Teresina. Segundo a Prefeitura de Teresina, o agravamento da crise de saúde pública causada pelo novo coronavírus, que causa a Covid-19, os gastos públicos devem aumentar de forma considerável. O texto segue para aprovação na Assembleia Legislativa do Piauí.  CONFIRA O DECRETO NA ÍNTEGRA: DECRETO 19.540 Coronavírus: como lavar as mãos da forma ideal? Lavar as mãos de forma correta, uso de álcool em gel, máscaras, evitar contato pessoal e aglomerações de pessoas são algumas das orientações para evitar o contágio da doença.

Golpe faz trabalhador assinar a rescisão com empresa sem receber o dinheiro

rescisão

italo 94

Com o fim da homologação da demissão em sindicatos, empresas orientam funcionários a assinar a rescisão mesmo sem ter recebido o dinheiro. E dão calote Por MARTHA IMENES  Claudinei Jesuíno, 50 anos: trabalhou por cinco anos na empresa e na demissão não recebeu as verbas rescisórias – fotos Ricardo Cassiano A não homologação da rescisão do contrato de trabalho no sindicato da categoria, como previsto na Reforma Trabalhista, tem sido um artifício utilizado por algumas empresas para não pagarem as verbas trabalhistas ao ex-empregado. Até a entrada em vigor da Lei 13.467, o artigo 477 da CLT estabelecia que o pedido de demissão ou o recibo de quitação de rescisão do contrato de trabalho firmado pelo empregado com mais de um ano só seria válido quando feito com a assistência do respectivo sindicato ou perante a autoridade competente. A Reforma Trabalhista acabou com essa exigência. “Os trabalhadores estão sendo vítimas de golpe”, adverte o advogado Sergio Batalha. Dois casos que O DIA teve acesso mostram uma prática não usual na dispensa de empregados. Em um deles, o ex-empregado, que é analfabeto, dá quitação da verba trabalhista sem ter recebido. Em outro, a ex-funcionária também assinou os papeis e não recebeu a rescisão. Os dois casos, por acaso, se referem à mesma empresa. E como seria esse golpe? “O empregado é dispensado e convocado ao departamento de pessoal para ‘assinar a rescisão’. Quando comparece, é informado de que tem de ‘assinar a rescisão para sacar o FGTS’ e que a empresa irá depositar as verbas rescisórias nos próximos dias”, conta o advogado. O que não ocorre. “A empresa não deposita e, quando o empregado entra com o processo na Justiça do Trabalho, ela alega que pagou as verbas rescisórias ‘em espécie’, ou seja, em dinheiro”, acrescenta Batalha. E faz um alerta: “O trabalhador não deve assinar o Termo de Rescisão do contrato de trabalho sem ter recebido as verbas nele discriminadas, pois o termo tem a natureza jurídica de um recibo de quitação. Ou seja, se o valor líquido das verbas rescisórias discriminadas for de R$ 5 mil , por exemplo, quando o trabalhador assina o termo dá um recibo de R$ 5 mil ao empregador”.  Não assine sem receber Nilda Casarias: emprego por nove anos com carteira assinada e na demissão não recebeu verbas rescisórias – Ricardo Cassiano/Agencia O Dia Uma das justificativas para os trabalhadores assinarem o termo de rescisão do contrato de trabalho quando são demitidos é a liberação das vias para saque do FGTS e do seguro-desemprego. Por conta disso Claudinei e Nilma, os dois trabalhadores que foram lesados por uma empresa, assinaram os papeis. Mas o advogado Sergio Batalha adverte: a solução para sacar o FGTS mesmo sem o recebimento das verbas rescisórias seria fazer uma ressalva no próprio termo de rescisão, esclarecendo que não recebeu as verbas nele discriminadas. “O ideal nestes casos é procurar um advogado trabalhista especializado, mas nunca assinar um termo de rescisão sem depósito prévio das verbas ou pagamento no ato”, acrescenta. Vale ressaltar que o prazo limite para o pagamento das indenizações previstas em contrato é de até dez dias — a partir do dia do rompimento contratual entre as partes diretamente interessadas. O mesmo período máximo se aplica ao envio dos documentos que comprovem o fim do vínculo com a empresa aos órgãos competentes. Os documentos são Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS (GRRF) e Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged).  Três pessoas diferentes e o mesmo problema: vítimas de calote Luiz Cláudio foi demitido e não recebeu a rescisão – Arquivo Pessoal Morador de São João de Meriti, na Baixada Fluminense, Claudinei Jesuíno, de 50 anos de idade, trabalhou por cinco anos em uma empresa prestadora de serviços que cedia funcionários para grandes empresas. Ou seja, ele era terceirizado. No ano passado, Claudinei foi demitido e ao se dirigir para o departamento pessoal da empresa recebeu orientação para assinar o termo de rescisão para sacar FGTS e seguro-desemprego. O dinheiro da rescisão, segundo a empresa informou ao trabalhador, seria pago outro dia. Mas não foi. “Ficava indo e vindo e eles enrolando para pagar. Até que entrei na Justiça para tentar receber o dinheiro que a empresa me deve”, diz Claudinei. Mas ao chegar na audiência no final deste mês, a empresa alegou que pagou o trabalhador em espécie e mostrou o documento assinado por ele. Só tem um detalhe: o Claudinei só sabe escrever o próprio nome, não sabe ler. O trabalhador lamenta: “Não recebi um centavo da minha rescisão, nem férias, nem horas extras, nada. E agora eles dizem que me pagaram em espécie!” Com dificuldade Nilma Casadias, 58, moradora de Botafogo, desce a escadaria que dá acesso à sua casa. Nilma também trabalhou na mesma empresa que Claudinei de 2009 a 2018, quando foi demitida. Ela conta a O DIA que em maio do ano passado foi dada a baixa na carteira de trabalho, a rescisão foi assinada e – assim como Claudinei – o pagamento não foi feito. “Na última vez que fui tentar receber na empresa, a funcionária disse que eu não era a única a ‘encher o saco’ e me mandou ir atrás dos meus direitos. Eu fui”, conta. No caso de Nilda ainda há um outro agravante: ela está em auxílio-doença pelo INSS e faz uso de muitos remédios. “Minha saúde acabou, não tenho como trabalhar e não recebi o que era meu direito. Não sei o que vou fazer”, lamenta. E o golpe de alegar que “pagou o que não desembolsou” não se limita à empresa onde trabalharam Claudinei e Nilda. Uma firma de serviços de segurança, também deu o cano em trabalhadores. Luiz Claudio Santos, 56, de Vila Kennedy, conta que por 11 anos trabalhou como prestador de serviços mas em agosto passado foi demitido. O “modus operandi” foi similar: assinar o termo de rescisão para sacar FGTS e seguro-desemprego. “Recebi os papeis, mas não vi dinheiro nenhum. A saída foi entrar na Justiça”, diz.

Brasileiro paga R$ 915 para manter conta corrente e cartão de crédito

cartoes-sem-anuidade-780x405

italo 84

A anuidade do cartão de crédito, a “mensalidade” da conta corrente e o pagamento de taxas em troca de serviços bancários fizeram os brasileiros gastarem, em média, 915 reais no ano passado. É o que mostra uma pesquisa do aplicativo de gestão financeira Guiabolso ao analisar os gastos de 151.942 usuários de todas as regiões do país. Em média, as pessoas pagaram 375,97 reais para manter a conta corrente ativa, um valor mensal de pouco mais de 31 reais. Já com a anuidade do cartão de crédito, a despesa média dos usuários ficou em 339,34 reais por ano. O estudo também constatou que o valor médio anual que saiu do bolso dos pesquisados que fizeram transferências foi de 159,38 reais, enquanto tarifas para saque somaram 39,58 reais e extratos pouco mais de 6 reais. Nesses casos o consumidor pode ter pagado pelos serviços por ter ultrapassado o limite permitido no pacote do banco ou por usar uma conta essencial gratuita, que tem serviços sem cobrança limitados por mês. Tarifas  Valor médio gasto (R$) Manutenção de conta corrente 375,97 Anuidade do cartão de crédito 339,34 Transferências (DOC e TED) 159,38 Tarifa para saque 34,92 Tarifa para extrato 6,14 A soma geral das cinco variáveis incluídas na pesquisa revela um total de 34 milhões de reais gastos em tarifas bancárias pelas mais de 150 mil pessoas pesquisadas. Antes de optar pelo banco que cobra menores taxas o consumidor deve levar em conta a frequência com que usa cada serviço. Além disso, benefícios oferecidos pela instituições financeiras, como cashback, pontos ou milhas de viagem podem compensar gastos com tarifas. Mas é importante sempre avaliar opções, principalmente as oferecidas por fintechs e bancos digitais, que costumam ser mais baratas, afirma o diretor de produto e tecnologia do Guiabolso, Julio Duram. “As pessoas ficam felizes quando saem notícias do saque do FGTs, por exemplo, mas sempre vale lembrar que elas podem ‘ganhar’ dinheiro fazendo algumas trocas”.

CAMPANHA SÓCIO PREMIADO 2020

Socio Premiado SINDECONPI CORRIGIDO

italo 0

O SINDECONPI lança a 2ª edição da Campanha Sócio Premiado. São vários prêmios, entre eles uma Moto Zero Km! Não fique de fora. Confira o regulamento e boa sorte! CAMPANHA SÓCIO PREMIADO REGULAMENTO DO SORTEIO DE PRÊMIOS O Sindicato dos Empregados nos Escritórios e Empresas de Serviços Contábeis, Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisa do Estado do Piauí, inscrito no CNPJ sob n° 21.250.603/0001-11 Cód. Sindical: 914.565.000.26707-0, com sede na Rua Tiradentes, N° 1321 – Centro Norte, Teresina – PI, CEP 64.000-380, torna público, para o conhecimento de todos os seus ASSOCIADOS, as regras e critérios para o sorteio com premiações.  DISPOSIÇÕES GERAIS 1 – A Campanha de Filiação: SÓCIO PREMIADO , tem como objetivo principal fortalecer a entidade e ampliar as ações e os projetos para categoria bem como conscientizar os trabalhadores no valor político e dos benefícios de filiar-se ao sindicato. PARTICIPANTES 2 – Participará da campanha com direito pleno ao sorteio de prêmios, todo trabalhador maior de 18 anos que pertença à base sindical desta entidade (empregados nos escritórios e empresas de serviços contábeis, assessoramento, perícias, informações e pesquisa do estado do Piauí).  2.1 – Os participantes para o sorteio abrangerão todos os ASSOCIADOS ATIVOS (Considera-se ativos aqueles que não tenha sido desligado da empresa na data do sorteio ou/e tenha entregue carta renuncia a este sindicato durante a campanha) atuais do SINDECONPI e novos, de acordo com as datas proposta pela diretoria da entidade. 2.2 – E vedada a participação de funcionários (as) e diretores (as) do SINDECONPI em qualquer instância, como premiados (as) desta campanha. DOS CUPONS PARA O SORTEIO 3 – Cada trabalhador já filiado e os novos terá direito a um cupom para concorrer aos prêmios até o final da campanha. 3.1 – Os trabalhadores já filiados receberão um cupom automaticamente, podendo ampliar a quantidade de cupom se acaso filiar outras pessoas. Cada pessoa filiada equivale a um cupom e será inserido no sorteio de acordo com os meses de referência estabelecido pela diretoria. 3.2 – O (a) novo (a) filiado receberá um cupom que dará direito a concorrer aos prêmios de acordo com os meses estabelecidos pela diretoria. 3.3 – Os cupons virão em formato de canhoto e estará integrado junto à ficha de filiação. A ficha de filiação está disponível na sede do SINDECONPI ou com os diretores. 3.4 – Os cupons contém uma numeração que será repassada para o filiado e registrada no sistema da entidade. 3.5 – O canhoto deve ser depositado na urna que estará instalada na sede do SINDECONPI e será de responsabilidade do presidente da entidade. DOS PRAZOS DE ENTREGA DOS CUPONS (CANHOTOS) 4 – Os sorteios ocorrerão de forma bimestral e conforme as datas estabelecidas pela diretoria. 4.1 – Os cupons (canhotos) dos novos filiados poderá ser feito até o dia do sorteio de acordo com o mês referente e podendo participar dos demais sorteios a serem realizados com o mesmo cupom até o fim da campanha.  4.1 – Fica vetado à participação no sorteio do último prêmio (Pop 100) os cupons que tenham menos de 60 dias de filiação que antecede o sorteio. 4.3 – Os sorteios ocorrerão da seguinte forma: O sorteio para os meses de janeiro a março: 20/03/2020. O sorteio para os meses de abril a junho: 22/06/2020. O sorteio para os meses de julho a setembro: 21/09/2020. O sorteio para os meses de outubro a dezembro: 18/12/2020. DOS PRÊMIOS DA CAMPANHA 5 – Ao todo serão 04 (quatro) prêmios por sorteio que serão sorteados de forma crescente (do menor para o maior) e NÃO são cumulativos à um mesmo ganhador, exceto no último sorteio onde todos os associados ATIVOS concorrerão ao sorteio da MOTO 0KM que será cumulativa. 5.1 – Cada sorteio terá 01 (um) prêmio principal e 02 (dois) prêmios surpresa a ser distribuídos conforme os critérios estabelecidos neste regulamento: 1º sorteio: 01 (um) Smartfone e dois prêmios surpresa para todos os associados ATIVOS; 2º sorteio: 01 (um) Fim de Semana no litoral do Piauí e dois prêmios surpresa para todos os associados ATIVOS; 3º sorteio: 01 (uma) TV de 22 polegadas tela plana e dois prêmios surpresa para todos os associados ATIVOS; 4º sorteio: 01(uma) moto POP 100 0KM que poderá ser cumulativa a um dos outros três sorteios. Neste último sorteio o prêmio será para todos os associados ATIVOS. 5.2 – Os prêmios somente serão entregues mediante apresentação da carteirinha do ASSOCIADO (a) contemplado (a), juntamente com documento de identificação com foto. 5.3 – A entrega oficial dos prêmios somente será realizada após a conferência das autenticações dos números impressos no canhoto e da carteirinha de sócio; 5.4 – Os prêmios serão entregues no dia do sorteio se o sorteado estiver presente na sede do sindicato SINDECONPI ou até 10(dez) dias úteis se o sorteado não estiver presente, sendo o prêmio também entregue na sede do SINDECONPI dentro do horário de funcionamento e registrado através de fotos para posterior divulgação/publicação, caso o sorteado não compareça para a retirada do prêmio dentro do prazo estipulado esse perderá o direito de retirá-lo e o prêmio será transferido para o associado ATIVO seguinte conforme número de inscrição no sistema do sindicato; 5.5 – A entrega dos prêmios será na sede do SINDECONPI ou na Empresa que o sócio  ganhador trabalha. 5.6 – Fica vedada a troca dos prêmios em dinheiro ou qualquer outro benefício; 5.7 – Os prêmios são intransferíveis, só podendo ser recebido pelo próprio sócio ativo sorteado. DO SORTEIO 6 – Os sorteios serão realizados nas datas citadas no 4.3 através do sistema de registro de ASSOCIADOS da entidade e pela numeração do canhoto dos cupons; 6.1 – Será considerado ganhador do prêmio, o ASSOCIADO ATIVO na data do sorteio cujo número do cupom corresponder ao número sorteado e com a carteirinha de sócio em dia; 6.2 – O sorteio será realizado através das redes sócias do sindicato e na presença de todos os presentes, sendo estes ASSOCIADOS do SINDECONPI. 6.3 – Para resguardar a transparência do evento o mesmo será gravado e divulgado/publicado posteriormente por meio do site do SINDECONPI e redes sociais; 6.4 –  O sorteado será comunicado via telefone ou Whatzapp e terá 72hs para se manifestar quanto à retirada do prêmio, dentro do prazo estipulado no item 5.4; 6.5 – Os prêmios relativos em relação ao final de semana no litoral terão um prazo de 180 dias para serem utilizados mediante disponibilidade da colônia de férias;               6.5 – Para efeito de divulgação do resultado deste evento, fica autorizado o uso do nome, imagem e som de voz dos ganhadores;                 6.6 – As situações supervenientes, não previstas pelo presente regulamento serão resolvidas pela diretoria do SINDECONPI.

ENTIDADES CONTÁBEIS REUNEM-SE COM SECRETÁRIO MUNICIPAL DE FINANÇAS DE TERESINA

0b0ecc84-f093-4bd8-9b13-4514289bec7e

italo 164

Reunião com Secretário Municipal Finança de Teresina Piaui Francisco Canindé, onde tratamos de assuntos relacionados as implementação das mudanças nos processos de registros e licenciamentos mercantis junto a PMT. Na oportunidade foram feitas diversas solicitações para implementações de melhorias serviços para desburocratização do atendimentos presencial aos contadores. Dentre as pautas foi solicitado dispensa de procuração no atendimento quando este for realizado pelo próprio contador vinculado ao cadastro da empresa, prorrogação de validade de procuração para cinco anos, hoje tem validade de ano, dente outras melhorias para classe contábil. Esteve presente na Reunião Francisco Canindé Secretário Municipal de Finanças da PMT, Henry Portela Auditor Fiscal da PMT, Marcelo Leal presidente da ASCONTEPI, Josias Portela Conselheiro Eleito do CRC-PI, Genivaldo Sousa Assessor Jurídico, Eronildes Cavalcante Presidente do IMCEPI, Raimundo Alves Presidente do SINDECONPI,

MEDIDAS DO GOVERNO CONTRA O COAVID-19

COVID

italo 116

Governador do Piauí assina decreto de calamidade pública devido ao coronavírus No documento, o governo restringe o funcionamento do comércio e shoppings. Decreto segue para votação na Assembleia Legislativa do Piauí. Por G1 PI 19/03/2020 15h44  Atualizado há 18 minutos Wellington Dias (PT), governador do Piauí — Foto: Lucas Marreiros/G1 O governador Wellington Dias assinou nesta quinta-feira (19) o decreto de calamidade pública no Piauí devido ao coronavírus, durante coletiva no Palácio de Karnak, em Teresina. No documento, o governo determina a suspensão das atividades em cinemas, clubes e academias. Além disso, restringe o funcionamento do comércio e shoppings. O decreto será encaminhado para votação na Assembleia Legislativa do Piauí (Alepi), depois da aprovação dos parlamentares, ele entrará em vigor. Outra medida tomada pelo governador foi o bloqueio dos limites de estado. Atividades suspensas: Cinemas, clubes, academias, boates, teatros, casas de espetáculo e clínicas de estética; Atividades de saúde bucal/odontológica pública e privada, excetos atendimentos de urgência e emergência; Eventos esportivos Atividades comerciais e shoppings a partir das 17h; Bares e restaurantes, no horário não sujeito à suspensão deverão colocar mesas em uma distância mínima de dois metros entre duas pessoas; Bloqueio dos limites de estado, evitando a entrada de pessoas de outras regiões; Intensificação da fiscalização de trânsito Suspensão na saúde O prefeito Firmino Filho também apresentou algumas medidas que deverão ser tomadas na parte de saúde. Uma delas é a suspensão dos serviços de atenção básica. “Neste momento de crise temos o comando nacional e cabe aos comandos municipais se alinharem a essa estratégia. A determinação do Ministério da Saúde com relação a atenção básica com seus programas é que todos as atividades sejam suspensas”, informou o prefeito. De acordo com o gestor, as 263 equipes de saúde da família e as 91 unidades básicas de saúde em Teresina trabalham a partir de demanda espontânea, protocolo colocado pelo Ministério da Saúde. O funcionamento se dará por meio de uma fila para atender aqueles que sofrem de síndrome viral e outra fila para os outros acontecimentos. Em relação as UBS’s a partir de segunda-feira (23) funcionaram em horário noturno e também aos sábados, especialmente nas áreas que são mais distantes dos hospitais. “No sábado vamos ter 20 portas abertas para atender nossa população, esta medida na atenção básica exige um treinamento. A Fundação Municipal de Saúde está fazendo esse processo de qualificação e treinamento, que exige também uma mobilização da FMS para dar as condições necessárias para o bom funcionamento dessas unidades básicas”, disse.

Nascidos em janeiro têm até sexta para aderir a saque-aniversário do FGTS

fgts

italo 82

Trabalhadores que nasceram em janeiro têm até sexta-feira, dia 31, para fazer a adesão ao saque-aniversário do FGTS caso queiram ter o direito ao benefício ainda neste ano. Criado no ano passado pelo governo, o saque-aniversário dá ao trabalhador a opção de sacar anualmente, sempre no mês de seu aniversário, uma parcela do saldo que tem em conta. Em contrapartida, ele passa dois anos sem ter direito a retirar o dinheiro em caso de demissão sem justa causa, o chamado saque-rescisão. Todos os outros direitos relativos ao FGTS não são alterados, como os saques em caso de doença grave, aposentadoria e o uso para compra da casa própria. O trabalhador também continua com o direito à multa de 40% sobre os depósitos totais feitos pela empresa, no caso de demissão sem justa causa, mesmo que parte do dinheiro seja sacada nos aniversários. Os valores anuais que podem ser sacados partem da faixa dos 200 reais, para quem tem menos de 500 reais em conta, e podem passar dos 3.000 reais, para quem tem mais de 20.000 reais acumulado (veja tabela com valores ao fim). Desde outubro do ano passado os trabalhadores que têm interesse no saque-aniversário já podem fazer a opção pela nova modalidade, que começará a ser paga a partir de abril deste ano (veja o calendário de pagamentos ao fim). Para ter direito ao saque-aniversário de 2020, os interessados devem fazer a opção pelos canais da Caixa até o último dia útil de seu mês de aniversário. Uma vez feita a opção, o trabalhador poderá optar por voltar para a modalidade anterior, que dá direito ao saque-rescisão, depois de dois anos. De acordo com dados da Caixa, pouco menos de 2% dos trabalhadores com conta no FGTS tinham aderido à nova modalidade até 15 de janeiro. Embora tenham sido criados juntos, no ano passado, o saque-aniversário não tem relação com o saque imediato de até 500 reais por conta liberado no ano passado a todos os cotistas. Optar por um não interfere no direito pelo outro. Todos os trabalhadores com qualquer saldo em conta, mesmo que antigo, podem fazer o resgate dos 500 reais até 31 de março. Como funciona Para aderir ao saque-aniversário, o interessado pode fazer a opção por meio de sua conta no site do FGTS e também no aplicativo, disponível para Android e iOS. Para isso, deve entrar na opção “saque-aniversário” e é importante ler e concordar com os termos de adesão. Antes de confirmar a opção, também é possível fazer simulações de quanto será possível resgatar no ano. Aqueles que não querem fazer a troca, e preferem continuar com o direito ao saque-rescisão no caso de demissão sem justa causa, não precisam fazer nada. Datas e valores de saque O saque máximo anual de quem optar pelo saque aniversário será de uma porcentagem do saldo que houver em conta, acrescida de um valor fixo pré-determinado. Quanto menor o saldo, maior a fatia que poderá ser sacada. O saque poderá ser feito uma vez por ano, sempre nos três meses contados a partir do mês de seu aniversário. Por exemplo: quem faz aniversário em agosto, poderá retirar o dinheiro em agosto, setembro ou outubro. Em 2020, excepcionalmente, por se tratar do primeiro ano, os saques começarão em abril, e terão um calendário próprio. Veja as tabelas com o calendário de resgates do saque-aniversário em 2020 e os valores que podem ser sacados de acordo com o saldo total que o trabalhador possui, considerada todas as suas contas (do trabalho atual e trabalhos passados). Calendário 2020: TRABALHADORES PERÍODO DO SAQUE Nascidos em janeiro e fevereiro Abril a julho de 2020 Nascidos em março e abril Maio a agosto de 2020 Nascidos em maio e junho Junho a setembro de 2020 Nascidos em julho Julho a outubro de 2020 Nascidos em agosto Agosto a novembro de 2020 Nascidos em setembro Setembro a dezembro de 2020 Nascidos em outubro Outubro de 2020 a janeiro de 2021 Nascidos em novembro Novembro de 2020 a fevereiro de 2021 Nascidos em dezembro Dezembro de 2020 a março de 2021 Valores de retirada: LIMITE DAS FAIXAS DE SALDO EM R$ PORCENTUAL DO SALDO QUE PODERÁ SER SACADO PARCELA ADICIONAL até R$ 500 50% de R$ 500,01 até R$ 1000 40% R$ 50,00 de R$ 1000,01 até R$ 5000 30% R$ 150,00 de R$ 5000,01 até R$ 10.000,00 20% R$ 650,00 de R$ 10.000,01 até R$ 15.000,00 15% R$ 1.150,00 de R$ 15.000,01 até R$ 20.000,00 10% R$ 1.900,00 acima de R$ 20.000,001 5% R$ 2.900,00

40% dos profissionais estão insatisfeitos com salário atual

410869-Insatisfação-com-o-salário-o-que-fazer04

italo 85

Veja motivos e dicas para pedir aumento Sobrecarga de funções e responsabilidades acima do previsto na contratação são as principais reclamações, de acordo com levantamento da Robert Half. Por G1  Pesquisa mostra que 40% dos profissionais com nível superior atualmente empregados que participaram do levantamento acreditam que merecem ganhar mais – 34% estão insatisfeitos com o atual salário e 6% estão muito insatisfeitos. Os principais motivo da insatisfação são: 43% dizem que realizam mais funções ou têm mais responsabilidades do que o previsto na contratação 22% avaliam que recebem menos do que a média do mercado 11% recebem menos quando se comparam a pessoas com o mesmo cargo dentro da empresa. 7% alegam falta de benefícios não-financeiros 4% justificam horas trabalhadas acima do acordado Os dados são do Índice de Confiança Robert Half (ICRH), empresa de recrutamento especializado que seleciona profissionais para oportunidades permanentes e projetos nas áreas de finanças, contabilidade, mercado financeiro, seguros, engenharia, tecnologia, jurídico, recursos humanos, marketing e vendas e cargos de alta gestão. “Para ser valorizado, o profissional deve investir em suas habilidades técnicas e comportamentais, ou soft skills, além de manter-se atualizado quanto às tendências em tecnologia”, aconselha Fernando Mantovani, diretor geral da Robert Half no Brasil. Robert Half separou cinco dicas para quem quer aumento salarial em 2020: Marque um horário com seu chefe e escolha um local apropriado Agende a reunião e escolha um local apropriado – sem muito barulho ou inquietação. O importante é chegar com argumentos fortes, que demonstrem o seu valor para a companhia. Saiba quanto você quer ganhar Pesquise quanto o mercado paga para profissionais que ocupam cargos como o seu e chegue para a conversa com um valor em mente. Prepare bons argumentos Destaque suas principais realizações profissionais. A autoconfiança revela que você conhece a importância do seu trabalho para a estratégia da empresa. Mostre que você se importa com a empresa Diga ao seu chefe que gosta de trabalhar na empresa e que quer continuar trabalhando onde está. A conversa deve ser amigável e não pode parecer uma ameaça de que você deixará o cargo caso não consiga o que quer. Tenha um plano B Se os negócios não vão bem, dificilmente você terá um aumento. Nesse caso, vale perguntar para o seu chefe sobre a possibilidade de outros benefícios, como flexibilidade para trabalhar de casa, incentivo para cursar um MBA ou a chance de representar a empresa em conferências do setor. Veja cinco benefícios de pagar um salário competitivo aos funcionários, segundo a Robert Half: Manter um engajamento alto Oferecer um salário competitivo é uma maneira tangível de demonstrar seu compromisso em cuidar de sua equipe e é provável que seja retribuída com trabalho duro e engajamento, mesmo em tempos difíceis. Reduzir a rotatividade de sua equipe Se os funcionários não estão recebendo uma remuneração competitiva em relação ao mercado, a decisão de sair pode ser fácil. Às vezes, isso se torna um efeito de bola de neve, onde outros funcionários começam a revisar seu próprio salário e a considerar outras oportunidades de emprego.  Atrair os melhores talentos Oferecer um salário competitivo desde o início vai ajudar a atrair os melhores talentos para o seu negócio. Pagar pouco pode trazer economia de dinheiro a curto prazo, mas vai prejudicar seus negócios e custar mais caro a longo prazo. Mostrar que valoriza sua equipe Você deve investir para que eles sintam que são membros valiosos de sua equipe. Existem várias maneiras de fazer isso, como promoção de treinamento ou pagamento de bônus anuais. Calcule o custo-benefício É importante considerar se as atitudes e as entregas do funcionário são satisfatórias. Pergunte-se se o conjunto de habilidades do seu colaborador corresponde ao salário ou se ele merece um aumento.

NOVO PISO SALARIAL DA CATEGORIA VÁLIDO A PARTIR DE 01/01/2020

dinheiro

italo 211

  ANTECIPAÇÃO SALARIAL Devido ao reajuste do salário mínimo, que acontece sempre em janeiro, o SINDECONPI tem previsto em sua Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), na CLÁUSULA QUARTA – REAJUSTE SALARIAL, PARÁGRAFO TERCEIRO, a antecipação salarial que garante ao(a) empregado(a) um reajuste de salário para que o mesmo não fique tão defasado em relação ao salário mínimo. O valor da antecipação salarial foi de 1,99% válida a partir 01 de janeiro de 2020 conforme índice do INPC referentes aos meses de junho a dezembro de 2019. Os novos valores dos salários com a antecipação passam a ser os seguintes: PISO: R$1.127,58 Acima do piso: 1,99% de reajuste CIDADES DO INTERIOR ATE 25.000,00 habitantes: salário mínimo vigente CIDADES DO INTERIOR ACIMA DE 25.000,00 habitantes: R$ 1.065,57 Sendo assim, todos(as) os(as) empregados(as) abrangidos(as) por nossa Convenção Coletiva de Trabalho já receberão o próximo pagamento com reajuste. Os(as) empregados(as) que estão de férias no mês de janeiro/2020 devem receber a diferença referente a antecipação. A título de informação, por ser antecipação salarial, não há reajustes no auxílio alimentação nem na Contribuição Assistencial.

STARTUPS PODEM ESTAR TOMANDO CLIENTES DE ADVOGADOS

os-15-advogados-mais-poderosos-do-brasil_1

italo 115

A Ordem dos Advogados do Brasil quer fazer um pente-fino em startups de serviços jurídicos e verificar se por trás delas há advogados atuando de forma irregular. De acordo com Ary Raghiant Neto, secretário-geral adjunto do Conselho Federal da OAB, é possível que esteja havendo exercício ilegal da advocacia, publicidade de massa e, ainda, captação de clientela com auxílio de terceiros por parte dessas empresas. “Há por parte dessas startups o oferecimento de serviços jurídicos que, de acordo com a Lei 8.906/94 [Estatuto da Advocacia], é ato privativo de advogado ou de sociedade de advogados, portanto, tem a OAB legitimidade para realizar essas averiguações. É igual farmacêutico fazendo consultas médicas, não pode”, compara Neto. Reportagem recente do jornal O Estado de S.Paulo a partir de um levantamento do Instituto Brasileiro de Aeronáutica aponta que o número de ações propostas por consumidores contra as aéreas saltou de 64 mil em 2018 para 109 mil apenas entre janeiro a julho deste ano. O jornal afirma que, entre os motivos, está a proliferação, no último ano, de startups que ajudam os passageiros a processarem companhias aéreas por problemas na viagem. “A Ordem reuniu-se com representantes de companhias aéreas para solicitar provas necessárias à comprovação do que se ouve há anos; a iniciativa, no caso, foi da OAB e se estenderá para outros setores também muito em breve”, avisa Neto. As empresas ficaram de fornecer à OAB provas de direcionamento de clientes espalhados no Brasil para poucos escritórios de advocacia vinculados às startups, e outros elementos que possam provar que está havendo lesão ao consumidor. Segundo Neto, há denúncias de que são adquiridos os “direitos” do consumidor por quantias ínfimas e depois são usados os nomes na Justiça para obter indenizações dez vezes maior do que o montante adiantado ao “lesado”, mas esse dinheiro não chegaria, segundo consta, ao titular do direito material. “Vamos verificar todas as hipóteses e agir com muito rigor.” “A OAB tem duas preocupações: com o cidadão que deve ser assistido por um advogado de sua escolha e que lhe preste toda assistência técnica qualificada, mas também com o próprio profissional que não pode sofrer a concorrência desleal de alguém que não é advogado ou que usa de mecanismos reprováveis pela legislação para captar clientes.” “Se o serviço é mercantil, o que justifica, por exemplo, a intermediação feita por algumas startups para reduzidos escritórios de advocacia que patrocinam milhares de consumidores? Será que a escolha desses advogados foi uma iniciativa do próprio consumidor? Os indicativos dizem que não, mas é preciso aprofundar e é isso que faremos com muita responsabilidade e parcimônia”, garante Ary Raghiant Neto.

FIQUE SÓCIO

FIQUE SÓCIO

O associado do SINDECONPI poderá utilizar todos os convênios e benefícios que lhes são oferecidos, bastando preencher e imprimir a respectiva proposta de adesão, a qual deverá ser entregue ao Sindicato, acompanhada ...

SEUS DIREITOS

SEUS DIREITOS

Clique aqui e saiba mais sobre os direitos dos trabalhadores. IRRF – como calcular INSS – SEGURO DESEMPREGO FÉRIAS PROPORCIONAIS – tabela de proporcionalidade e faltas
RESCISÃO DE CONTRATO DE TRABALHO ...

CONVÊNIOS

CONVÊNIOS

Abaixo vamos relacionar alguns dos Convênios que oferecemos, esperamos contar com seu apoio e sua visita para fazer a nossa entidade ser conhecida pelos trabalhadores e sermos parceiros de luta e caminhada.

Discurso

 

SINDECONPI na luta

 

Sede - Teresina: Rua David Caldas, 1235 - Centro Norte - Telefone: (86) 3221-8255.

Subsede Picos: Av. Getulio Vargas 599 - Galeria Tininha de Sá, sala 305ª

Horário de Atendimento (Sede e Subsede) das 8:00hs as 12:00hs e das 14:00hs as 17:30hs

Código Sindical: 914.565.000.26707-0